Primer intento en portugués…. Vai dar!

image

Depois de dois meses no Brasil, achei que devia escrever, pelo menos tentar escrever um post pequeno. Aqui vou…

Cheguei quase a mesma hora de sempre 18h da tarde. Olhei para um lado e outro. Ninguém conhecido por aí. Então conferi em meu celular, uma mensagem dizia: “Devo esperar por meu orientador, acho que não vai dar, depois combinamos um cafe”. Desliguei meus fones de ouvido, retirei de meu corpo e guardei na mala, com uma pequena esperança de não perder meu viagem até o Café, procurei por um lugar para esperar por o novo menino de Portugal, pois a nova menina de Argentina com certeza não ia chegar.

Finalmente, depois de ir por todo o Café fiquei sentado num lugar que sempre acho estratégico, já que o garçom fica no frente da mesa, então para chamar tão só é levantar á mão, coisa que aqui no Brasil é muito estranho. Normalmente, precisas de bater os braços como a namorada de Popeye, Olivia, para que o garçom arrime á mesa e fazer a ordem, coisa que, pelo menos para mim é engraçada demais.

Depois de pedir o suco do dia, no Café que lembra me de outro mesmo parecido em minha cidade, olhe para fora e dois caras iam caminhando, pela roupa e aparência de um deles, achei que era o menino Português, então batei braço e ele acercou. Cumprimentamos. 10 minutos depois fomos a rodar pela cidade. Bom. Uma parte da cidade: Savassi.

Andamos por um bom momento pelas ruas, zoando e perguntando sobre as coisas de cada país. Um Brasileiro, um Português e um Colômbiano que se acha mineiro. Três caras rindo e falando até pelos cotovelos, mas muito calmos e curiosos de saber mais sobre os outros. Ao final terminamos num museu “do caraio” e falando de comida enquanto passava o ônibus.